terça-feira, 14 de março de 2017

Novos projetos! Vitral 8!

Aqui estou eu tentando instalar novamente a minha mesa digitalizadora. De uns tempos pra cá ela anda dando bugs, deixa de funcionar do nada. Achei que era a pilha e comprei outra, mas não adiantou. Quando troquei pela mesa da Soni tudo funcionou! Af! Eu não sei se foi a atualização do Windows, mas eu desinstalei o driver e ela voltou a funcionar. Mas as funções de pressão não funcionam sem os drivers e quando instalo o driver para de funcionar... Não sei o que fazer mais.

Bom, coloquei aqui uma página do primeiro volume de Vitral. Eu resolvi colorir porque estou fazendo um novo projeto com esse mangá. Pretendo lançá-lo em inglês com páginas coloridas em meio as branco e preto. 

Quando comecei o mangá Vitral não imaginava que iria publicá-lo de fato por uma editora. Mas aconteceu e foi muito bom pra mim. Fiquei conhecida no meio dos quadrinhos de mangá. Na época as editoras não estavam apostando nos mangás e acho que foi um choque para as pessoas quando o Vitral foi anunciado no site Jbox. Pra alguns foi um choque bom, pra outros talvez não. Mas eu senti na época que de alguma forma incentivei os desenhistas a continuarem, pois muitos estavam desacreditados já. Também tinha uma coisa na época que todos falavam, era uma teoria de que os brasileiros não deviam fazer um mangá parecido com os mangás japoneses porque íamos perder nossa identidade. Tudo isso caiu por terra depois que publiquei já que muitos queriam mesmo é fazer mangá igual ao do Japão. Outra coisa que gerou polêmica foi o fato de termos feito o mangá com a leitura oriental. Algumas pessoas não aceitam isso até hoje, mas a maioria nem liga. Dizem que temos que desenhar do nosso lado por causa da língua e bla bla, mas eu queria fazer no sentido oriental e fiz e não me arrependo. No fundo até foi boa a polêmica e hoje eu acho engraçado as pessoas indicarem o sentido de leitura ocidental em seus mangás. Isso mostra pra mim que meu trabalho alterou o rumo dos mangás nacionais, ele foi um marco. Se precisam indicar o sentido da leitura é porque o meu trabalho pegou de certa forma. Tipo, não é do Futago então...rsrsrs
Nem tudo foram flores, claro. Eu queria ter feito os mangás saírem de três em três meses, mas logo no segundo volume o editor ficou num negócio estranho e nada fluía apesar de eu estar fazendo a série. Passou quase dois anos e os volumes 2 e 3 saíram simultaneamente. Levei muitas críticas por causa da demora.

Depois consegui lançar um volume por ano e cá estou no sétimo volume. Mas parece que a coisa não foi boa pra editora e estou esperando o editor dar as caras. O volume oito está pronto e estou sem saber quando sai pela HQM. Enquanto espero eu carrego pedras. Estou fazendo o anime e tentando lançar Vitral em inglês num site que monetiza. O intuito é fazer a história ser conhecida pelo mundo. Aqui no Brasil eu confesso que tudo deu uma estagnada, a crise afetou o mercado editorial e foi avassalador. Acredito que nunca foi tão ruim. Na crise se muda os objetivos e planos. E é isso que estou fazendo. O fato é que desenhar é muito bom e não vou desistir por causa de obstáculos. Espero que continuem me apoiando.

Eu vou continuar a série mesmo sem a HQM até que ela se pronuncie e nossa parceria continue. Se não der pra continuar vou ter paciência e seguir em frente. Não que não precise dela, mas gostaria de contar mais com ela.

O volume sete de Vitral esgotou na minha loja e eu agradeço a todos que adquiriam o mangá. Obrigada! Obrigada mesmo!

Essa é uma das páginas de Vitral volume 8. Nesse volume os meninos precisam vencer o concurso, mas antes eles fazem amor ^^ Afinal, é um boys love!
Bom, é isso! Visitem a nossa loja e continuem nos apoiando!

3 comentários:

Sandra disse...

Olá.
Confesso que estou em débito com você, ainda não comprei o volume 7 de Vitral, mas com certeza irei. Não quero ficar com a minha coleção defasada, né :)
Realmente, tudo está mais difícil agora, mas admiro a sua persistência e a calma diante de tudo. Estarei esperando ansiosa pelo volume 8.
Boa sorte e não desista.
Abraços. :)

Sara Gabriella disse...

realmente... o brasil tem muitas barreiras pra publicar qualquer coisa, seja livro ou mangá ou quadrinhos, mas eu ainda tenho esperança (se não tiver aí fica dificil rsrs) e ainda bem que hoje não depende só de editora física né? a internet é aberta a todos! :D

uma dúvida sobre desenho digital: vocês fazem os balões a mão ou usam ferramenta de forma geométrica?

abraços!

shirubana disse...

Olá, Sara! Nós fazemos os balões já na página a lápis, depois fazemos a arte final no SAI e colocamos as letras no Photoshop. Tem desenhista que gosta de colocar os balões depois, mas tem que planejar o lugar deles antes porque senão o balão acaba cobrindo partes importantes do desenho. Se for colocar depois faça o planejamento de onde eles irão ficar que dá um bom resultado.^^